Diamante Gold



O Diamante Gold (Chloebia gouldiae), criado há mais de 100 anos em cativeiro, ambientou-se à criação doméstica a ponto de não estranhar a aproximação das pessoas e permanecer calmo em situações como quando se coloca comida na gaiola, sem demonstrar medo. Isto é extraordinário se considerarmos que na natureza não desce ao solo para beber se não pressentir absoluta segurança, podendo voar até 3 horas à procura de um poço seguro. A confiança adquirida não significa, porém, que o local onde fique não deva ter algum resguardo, para que ele viva e procrie bem. É bastante comum que viva mais de 10 anos, quando tratado adequadamente. É também conhecido pelo nome Diamante-de-Gould, em homenagem ao ornitólogo que o catalogou, em 1844.

Antes de iniciar uma criação de Diamante Gold, recomenda-se alguma experiência com espécies mais rústicas como Canário de Cor, Periquito Australiano e Manon. Isto porque o Diamante é um pouco mais delicado, mas não a ponto de causar problemas.

Quanto à reprodução, na maioria dos casos (há algumas exceções) a espécie não dá atenção aos filhotes, exigindo o uso de uma ama-seca, como o Manon, para chocar os ovos e cuidar dos pequenos até a sua independência.

Pode conviver com outras aves, como o Mandarim e o Manon, principalmente em viveiros ou voadeiras que são mais espaçosos, mas deve-se evitar superpopulação e espécies agressivas.

O interesse pela sua criação cresceu com o aparecimento, sobretudo nos últimos 10 anos, de mutações com novas cores e marcações.

Tamanho
Cerca de 12 cm.

Instalações
Devem permitir banho de sol e em local com algum resguardo.

Gaiola
Para um casal, pelo menos 60 cm de comprimento x 30 cm de profundidade x 35 cm de altura.

Viveiro
De alvenaria, com apenas a frente de tela, voltada para o Norte, com 3 m de comprimento x 1 m de largura x 2,10 de altura, e tela de ½ polegada com fio 18. Também pode ser um viveiro grande de metal, com espaço suficiente para voar, e para abrigar os ninhos.

Viveiro com Diamantes Gold e Mandarins

Acessórios
Em gaiolas, 2 poleiros de 10mm de diâmetro, bem afastados e longe das laterais, para evitar danos às penas da cauda. Galhos de árvores são também uma boa opção, mais usados em viveiros. Ponha uma banheira para banho diário, que ajuda a manter a plumagem em boas condições. Deixe sempre à disposição um osso de siba para fornecimento de cálcio e areia mineralizada para ajudar na digestão.

Alimentação
Pode dar painço e alpiste, ou misturas de sementes encontradas em lojas especializadas. Na natureza alimenta-se de gramíneas, sementes, brotos de verduras, insetos adultos e em estado de larva e eventualmente de frutas e até pólen.

Identificação sexual
O macho tem cores mais vivas principalmente no peito, a cauda central mais comprida. Faz o corte movimentando-se no poleiro, expondo as plumas e cantando. No período de acasalamento é comum o bico do macho tornar-se mais claro e o da fêmea mais escuro.

Cruzamento
É totalmente desaconselhável cruzar ave recessiva com recessiva (cabeça laranja ou peito branco ou manto azul), pois diminui o tamanho dos filhotes, que ficam mais suscetíveis a doenças e podem nascer com problemas genéticos. Cruze o recessivo com um dominante que seja filho de recessivo.

Reprodução
A partir de 10 a 12 meses a fêmea bota de 5 a 8 ovos que eclodem após 15 a 17 dias. Se não botar pode ser por mudança frequente da gaiola de lugar; pela fêmea ser jovem ou velha demais, por falta de interesse do macho (vê-se quando não corteja a fêmea). Para tentar interessá-lo, separe-o da fêmea por 1 mês.

Quando os filhotes ficam independentes, entre 45 e 50 dias, separe-os dos pais ou da ama para iniciar nova postura. Após 3 posturas, dar descanso de 1 mês ao casal, totalizando 5 ou 6 posturas por ano quando a mãe não choca (usa de ama). Quando a fêmea também choca, fazer apenas 3 posturas seguidas, por ano.

Ninho
Caixote de madeira de 20 cm de comprimento x 14cm x 14 cm, com divisória de 4,5 cm de altura, formando 1 ambiente para os ovos (13x14) e outro (7x14) para os primeiros passos dos filhotes. Neste último fica a abertura da porta, redonda, na parte superior. A tampa deve ter 3 furos em cada extremidade, para melhor circulação do ar. Como forração, forneça grama japonesa ou raízes de capim. Não realizar muitas inspeções no ninho, pois são aves sensíveis. Fazê-las ao entardecer.

Criação dos filhotes
Em geral pais criados exclusivamente por seus pais e não por amas-secas, são mais zelosos. Se os acostumarmos ao uso de ama-seca, dificilmente criarão sem a ajuda dela no futuro.

Cores Originais
Cabeça: vermelha, preta ou laranja.
Peito: violeta.
Barriga: Amarelo-ouro.
Manto: verde luminoso.

Mutações
Cabeça: amarela ou cinza.
Peito: branco, rosa ou azul.
Barriga: creme.
Manto: amarelo, cinza claro, azul, etc.


Vídeos de Diamante Gold





Pássaros do Portuga

(atualizado em janeiro/2013)



● Agapornis  Calafate  Calopsita  Canário Belga  Diamante Gold  Mandarim  Manon 

27 comentários:

  1. gostaria de saber so os mesmos cantam.


    flavio_p_souza@hotmail.com

    ResponderExcluir
  2. LEONARDO HANAOKA...Sou criador e temho DIAMANTE de GOLD para venda/BETIM-mg/9307-6926

    ResponderExcluir
  3. Leonardo vc sabe de algum clube de criador de periquitos australianos aqui na regiao de uberlandia-mg?
    se vc souber porfavor me fale,eu quero muito virar criador

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa noite Daniel!acabei de ler o que voçê escreveu,se voçe enteressa em criar periquitos australianos,e muito simples,pois os machos tem por cima do bico cor de aspecto azulada ja a femea não,ela tem a narina rosa,Vale ressaltar que so os maxos Brancos amarelos e alguns pintados as vezes não azulão o bico,mas e de facil identificar um macho assim pois ele canta muito e balança muito a cabeça,perta da femea para cima e para baixo.e necessario um casal bem formado e saudavel o bom seria se consequisse comprar de um criador,mas se não conseguir ai vai uma OBS:inportantes se for comprar em uma casa de ração certifiquise que as penas estão bonitas,e que ele esta agitado pulando de um lado para o outro e se não e um periquito velho isso voçê nota olhandoo bico as penas e os pés se não estão cascudos.se apresentarem uma cor viva e bem ajidados ai voçe fara uma boa escolha,segundo passo se for em gaiola apenas um casal se viveiro depende do tamanho voçê pode colocar ate trinta casais em um viveiro de dois 2 metros de altura por 1,50 de largura,pendure os caixotes dando uma distancia de 15 a 20 centimetos uns dos outros para que as femeas não bringuem,alimentação alpiste aveia e girasol,fuba grosso em uma vasilha separada,água em abundancia manter o local fresco e arejado,sempre limpo,deixar so a parte da frente do viveiro fechando as laterais,voçe pode dar milho toda semana,couve,pão diariamente,mostarda,erva santa maria que e bão para matar os germes,a femea pode botar ate 8 ovos sendo normal de 4 a 5 ovos,apos 18 dias nacem os filhotes não pode faltar pão,aveia,milho verde e fuba gorsso e a mistura de periquito tambem osso de baleia ou Siba para dar caucio,recomendo que deixe uma vazilha com areia pois eles rooem muito e podem estragar o reboco da barede, se preferrir pode colocar nas paredes ceramicas ou pedras,como fiço em minha antiga criação tinha cerca de 60 casais,sempre vendia ou trocava mas agora so estou criando calafates que e uma ave muito interessante tambem,espero que tenha sucesso,não tenho um mural mas tenho esperiencia em criar periquitos.

      Excluir
  4. Flávio, os Diamantes Gold não possuem cantos característicos como os de um Canário Belga ou outras aves. Eles podem "piar" em momentos como do acasalamento, mas sempre muito baixo.

    ResponderExcluir
  5. Olá
    Gostaria de mais informações deste suplemento f1 e 3 pois não consigo encontrar nem na net, tem outro nome?

    ResponderExcluir
  6. A fêmea também pode cantar? ou só o macho que canta?

    ResponderExcluir
  7. crio diamantes de gold, tenho dois casais porem as femeas quando vao por ovos eles veem virados gostaria de saber o que fazer quanto a isso?

    ResponderExcluir
  8. QUERO COMPRAR ALGUNS EXEMPLARES... FAVOR ME PASSAR MAIORRES INFORMACOES.. MORO NO E.S. MEU EMAIL. falecom@marinelson.com.br
    ATT. MARINELSON

    ResponderExcluir
  9. Lindas aves,com esse colorido esplêndido ,esse bicos fortes , são maravilhosos mesmo !!!
    ASS:Lucas N

    ResponderExcluir
  10. Estou criando já uns 06 meses, consegui tirar 7 filhotes com um casal. Divinópolis-MG. Se alguém quiser dicas neimarf@gmail.com.

    ResponderExcluir
  11. Oi meu nome eli tenho um diamante gold só não sei se e macho ou femia pois ela e toda branca e o bico meio avermelhado e e volta dos olho vermelho gostaria de ter um casal só que não sei com saber se a minha e o que me ajuda obrigado

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Talvez seja um Calafate, pois segundo as descrições, são caracteristicas do Calafate.

      Excluir
  12. Olá, gostaria de saber se há um criador de aves exóticas (ornamentais) em Japeri-RJ, Caso haja entre em contato com wtn-sousa@bol.com.br ou 99223-2347.

    ResponderExcluir
  13. Preciso de ajude, meu passarinho goldem fica virando pescoço para olhar para cima, e quando fica no chão da gaiola as patinhas vao abrindo até parecer uma foquinha. é falta de vitaminas?? por favor alguém me ajude. Ou será convulsão?

    ResponderExcluir
  14. Bom dia Antônio. Sou um criador iniciante e queria saber qual seria o resultado do ceuzamento entre um macho cabeça laranja peito rosa "é um roxo bem claro" e manto pastel com uma fêmea clássica cabeça preta e peito roxo? Queria muito saber!!!

    ResponderExcluir
  15. Bom dia Antônio. Sou um criador iniciante e queria saber qual seria o resultado do ceuzamento entre um macho cabeça laranja peito rosa "é um roxo bem claro" e manto pastel com uma fêmea clássica cabeça preta e peito roxo? Queria muito saber!!

    ResponderExcluir
  16. Tenho dois golds, mais não sei se e macho ou fêmea um tem o peito roxo forte e o outro tem o peito roxo ben fraquinho os dois tem a cor da cara vermelhas...

    ResponderExcluir
  17. Olá bom dia! gostaria de saber se pode fazer o cruzamento do canário belga com o
    diamante gold?

    ResponderExcluir
  18. Tenho uma dúvida em relação a criação dos goulds em viveiro, neste caso eu deveria ter um viveiro com goulds e manon? Digamos que eu construa um viveiro de 3 x 3 x 2m (C x L x A), eu poderia colocar 1/3 de goulds e 2/3 de manon, seria um plantel que reproduziria razoavelmente bem ou teria alguma forma melhor de se criar em viveiro?

    ResponderExcluir
  19. VAMOS LA VOU CÔMPAR UM CASAL DE GOLDE E UM CASAL DE MANON CERTO GUANDO O GOLDE COMEÇAR A BOTAR É PRECISO QUE O MANON ESTEJA CHOCANDO

    ResponderExcluir
  20. Eu vendo a envio para aonde tem aeroporto.
    63 81336213

    ResponderExcluir
  21. Estou interessado em alguns casais. Queria informações sobre envio para Recife/PE Brasil.

    jpflseraf@hotmail.com

    ResponderExcluir
  22. Gostaria saber extingue um diamante gould se e macho ou femea

    ResponderExcluir
  23. Gostaria saber extingue um diamante gould se e macho ou femea

    ResponderExcluir